5dez 2021
00:00 UTC
#linguistweets
#abralin

A idade reflete o domínio linguístico? Comparando Faixa Etária e Desempenho na Tarefa na análise de dados em aquisição fonológica

Este trabalho examina dois critérios de organização de dados de fala infantil para comparação intersujeitos: Faixa Etária, um critério que é largamente utilizado nos estudos em aquisição da linguagem, que assume que crianças de mesma idade apresentam, grosso modo, o mesmo momento de desenvolvimento linguístico; e o Desempenho na Tarefa, que compara o desempenho entre sujeitos a partir do percentual de respostas corretas (ou seja, em acordo com a produção adulta). Argumentamos que a análise da fala infantil deve ser baseada em medidas de desempenho na própria tarefa em investigação, já que o desenvolvimento linguístico não é uniforme, sendo possível observar variabilidade tanto entre crianças quanto entre o desenvolvimento dos diferentes componentes gramaticais (morfossintático, fonológico, semântico) e mesmo entre as estruturas e processos de um mesmo componente (dentro da Fonologia, por exemplo). Para observar os efeitos que diferentes critérios de organização de dados causam na interpretação do desenvolvimento infantil, foram analisados dados da aquisição de dois fenômenos fonológicos: o vozeamento de fricativas alveolares em coda (como em “le[z]ma[z] amarela[s]”) e a ramificação de ataque silábico (como em /br/uxa, /bl/usa). O cotejo dos resultados obtidos pela aplicação de ambos os critérios na análise, Faixa Etária e Desempenho na Tarefa, demonstra que o Desempenho na Tarefa promove maior consistência na organização de grupos, neutralizando as diferenças individuais observadas no desenvolvimento linguístico infantil e revelando padrões congruentes no uso de estratégias de reparo. Com estes resultados, sugere-se que a medida de desempenho é mais eficaz que medidas cronológicas à organização, análise e interpretação de dados em aquisição fonológica.